Atendimento
Compartilhe esta página no: Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Compartilhar no Google Plus


Capítulos:



Cap. 5 - Reencontro com Ícaro


Depois daquela edificante palestra fiquei muito pensativo sobre a questão do perdão, e me lembrei da dívida que eu ainda tinha com Ícaro que agora estava reencarnado como Clara, também me lembrei sobre a possibilidade de comunicação com ele mesmo já estando reencarnado em outra personalidade. Então, tomei coragem e solicitei uma audiência com o instrutor Augusto para conversar sobre Ícaro.

— Instrutor Augusto, venho requerer a possibilidade de rever Ícaro na personalidade de sua vida anterior para tentar novamente minha reconciliação com ele. Lembro-me que quando ele ainda estava aqui no hospital, ele ainda resistia em me perdoar e a perdoar Hélio.

— Hanzi, “há um tempo determinado para cada coisa” disse Salomão. Era necessária a ação do tempo para acalmar os ânimos de Ícaro ao mesmo tempo, que você necessitava de tempo para aprendizado. Lembre-se que enquanto Ícaro reencarnou como a menina Clara, você pôde ajudar Marisa a se adaptar em sua nova realidade, assim como ajudou a si mesmo trabalhando e estudando. Todavia, chegou o momento de você rever Ícaro, e não é por acaso que você me procurou, assim, designarei Afonso para lhe auxiliar nisso.

Então, chegada a hora marcada por Augusto, revi meu amigo Afonso:

— Olá Afonso, quanto tempo!

— Olá Hazi! É um prazer trabalhar contigo novamente!

Afonso me levou a um campo florido da colônia que dispunha de alguns bancos de madeira para que pudéssemos entrar em contato com Ícaro. Para minha surpresa, chegando ao local observei que uma pessoa esta sentada me aguardando. Era Ícaro:

— Me dê um abraço Hanzi! – disse Ícaro.
Não consegui conter minha emoção, não esperava que meu credor estivesse ali, de braços abertos para me cumprimentar. Depois de um abraço demorado, eu falei:

— Meu irmão, me perdoe pelos meus erros do passado!

— Estás perdoado Hanzi, embora de vez em quando eu ainda sinta um pouquinho de raiva de você e Hélio, foi muito difícil, mas Graças a Deus, estou tirando a mágoa de dentro do meu peito...

— Você não sabe o peso que tirou de minha consciência... Era tanta tristeza que eu trazia dentro de mim – eu disse muito emocionado.

— Eu sei disso César, sua mãe conversou muito comigo e me convenceu a lhe dar uma oportunidade para ser uma pessoa melhor. Fiquei sabendo acidente que vitimou seu bebê, lhe ceifou a vida e lançou Marisa em um turbilhão de tristeza. Então, pude perceber que eu não era o único sofredor do mundo e que deveria compreender um pouco você...

Depois de uma pausa, continuou Ícaro com os olhos cheios de lágrimas:

— Quanto ao Hélio, inicialmente recusei a ideia de nascer como seu neto para não carregar nas veias seu sangue. Entretanto, ao receber tanto amor e carinho, eu amoleci meu instinto de vingança. Além disso, o fato de ter nascido menina, assim como a doença que me acometeu em meu novo corpo, me ensinou a ter um pouco mais de doçura. Sei que ainda estou longe de ser dócil, porém, com ajuda de Deus tudo dará certo...

— Ícaro, eu fico muito feliz em ver a bondade de Deus se manifestando em nossas vidas, isso me dá forças para prosseguir... – eu disse em seguida.

— Sim, Hanzi, continue firme em sua jornada, pois sua mãe me disse que nem tão cedo você reencarnará e sua missão será me dar apoio do plano espiritual.

Naquele instante enquanto Afonso, eu e Ícaro estávamos naquele jardim florido, vi uma luz radiante e quando pude enxergar, ali estavam Hélio e minha mãezinha que nos disse:

— Bendito seja Deus para todo o sempre, porque Ele sempre nos dá a oportunidade para o recomeço! Chegou o momento para o esclarecimento de tudo...

Todos aguardavam ansiosos, então minha mãezinha iniciou suas revelações:

— Éramos uma importante e respeitável família de cafeicultores do Vale do Ribeira. Eu Clarice me casei com Humberto e tivemos como filho, Álvaro que na época era Rodolfo, Estevão que era você César e o menino Pedro que na vida seguinte foi Ícaro. Seu sonho, meu filho era o de seguir a vida religiosa enquanto Álvaro tinha ambição de se tornar o Senhor, dono de nossa imensa fazenda. Meu erro na ocasião era dar mais amor e atenção a Álvaro (que também era o nome dele na época) e a você Rodolfo, enquanto isso, eu desprezava o menino Pedro, motivada por aversão advinda de vidas anteriores... – minha mãe fez uma pausa e continuou:

— Então, vosso pai falecera e eu engendrei um plano para deixar você e Álvaro bem na vida. Fiz ricas doações para a Igreja a fim de conseguir sua nomeação em prestigiada paróquia e enviei Pedro contrariado para estudar em Portugal a fim de deixar Álvaro encarregado da administração da fazenda. Todavia, nossos planos são diferentes do plano de Deus. Assim, logo em seguida, recebemos a notícia de que Pedro adoeceu gravemente durante a viagem e veio a falecer muit triste por ter se sentindo preterido por sua família.

— Depois disso, o tempo passou, todos reencarnaram e novamente você e Álvaro, movidos pela ambição pelos bens materiais, foram os causadores da morte de Ícaro, não diretamente, mas pela ação dos agiotas.

— Meus filhos, ouçam bem, somente o perdão pode nos livrar dessa teia de reencarnações de provas. Se não fizermos entre nós um pacto de perdão mútuo, só Deus sabe quantas existências precisaremos para nos redimir uns aos outros!

Terminado aquele discurso libertador, todos nos abraçamos longamente e depois de nos perdoarmos uns aos outros, fizemos novas resoluções para um futuro melhor.


Capítulos:


Introdução

PRIMEIRA PARTE (Médium Wilton Oliver) Capítulo 1 - Visitas à casa do irmão Hélio

Cap. 2 - Encontro doce

Cap. 3 - O papel dos mentores

Cap. 4 - O resgate de Ícaro

Cap. 5 - Na câmara de miniaturização

Cap. 6 - Preparação para o porvir

Cap. 7 - A gestação

Cap. 8 - Oportunidade para recomeço

Cap. 9 - Confissões

Cap. 10 - Equipe socorrista

Cap. 11 - Depoimento de Hanzi

Cap. 12 - Nos campos da Colônia

Cap. 13 - Reminiscências

Cap. 14 - Influências nefastas

Cap. 15 - Exposição esclarecedora

SEGUNDA PARTE (Médium Rodrigo Felix da Cruz) - Cap. 1 - Notícia feliz

Cap. 2 - O retorno de Marisa

Cap. 3 - Estudos na Colônia

Cap. 4 - Estágio no Hospital Irmã Margarida

Cap. 5 - Reencontro com Ícaro

Cap. 6 - As dimensões do Além

Cap. 7 - Laboratório da Memória

Cap. 8 - Na equipe socorrista

Cap. 9 - Primeiras atividades socorristas

Cap. 10 - Visita a François Dupont

Cap. 11 - Importante projeto

Cap. 12 - Grupo de planejamento

Cap. 13 - Implantação do projeto

Cap. 14 - Trabalho em conjunto

Cap. 15 - Comprometimento, esperança e perdão

TERCEIRA PARTE (médiuns Alessandra Aparecida Silva e Rodrigo Felix da Cruz) Cap. 1 - Balanço

Cap. 2 - Novos trabalhos

Cap. 3 - Reunião na casa de Ricardo Felício

Cap. 4 - Laerte

Cap. 5 - Irmã Margarida

Cap. 6 - Irmã Maria Madalena

Cap; 7 - Irmã Lia

Cap; 8 - Inácio

Cap. 9 - Thales

Cap. 10 - Augusto

Cap. 11 - José de Matusalém

Cap. 12 - Estevão, guerreiro

Cap. 13 - Clara

Cap. 14 - O resgate de Rômulo

Cap. 15 - Mensagem de Laerte



© 2014 - Todos os Direitos Reservados à Fraternidade Luz Espírita

▲ Topo