Compartilhe esta página no: Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Compartilhar no Google Plus



Índice de verbetes



Espiritual



Espiritual é um adjetivo relativo àquilo que é concernente ao plano da espiritualidade (mundo dos Espíritos, mundo invisível, além-túmulo), do que é não corpóreo e imaterial (em comparação com a nossa dimensão física), bem como ao que é próprio do Espírito (ser inteligente, individualidade, pessoa desencarnada). O termo também se aplica aos valores de ordem elevada, daquilo que é espiritualista, religioso, sagrado, metafísico, transcendental. Ainda, num sentindo vulgar, diz-se espiritual aquilo que é sobrenatural, místico. São seus antônimos os termos: material, físico, corporal, carnal, mundano. O Espiritismo é uma doutrina de origem espiritual, visto que os seus fundamentos vêm de revelações dos Espíritos, e sua destinação essencial é exatamente promover os valores espirituais, no que faz oposição direta ao materialismo.


Espírita e espiritual

No processo de sistematização da Doutrina Espírita, Allan Kardec compreendeu, através do estudo e da pesquisa acerca dos fenômenos extraordinários correntes em seu tempo — especialmente os das mesas girantes —, a existência dos Espíritos e de um mundo à parte da nossa dimensão física conhecida, portanto, um mundo espiritual, que mantém relações diretas com o nosso mundo material. Com isso, tudo o que se relacionasse a estes (Espíritos e mundo dos Espíritos) era remetido ao termo espiritual — que, aliás, também já era empregado em outras concepções. Por exemplo, uma sessão para evocação de Espíritos seria uma sessão espiritual; uma aparição de um Espírito seria um fenômeno espiritual.

Em vista disso, como ele estava codificando uma nova doutrina, que implicava em uma nova concepção para se tratar das questões espirituais, ele achou conveniente fazer uso de um neologismo para nomear as coisas relativas ao novo sistema de que ele se ocupara:

"Para designar coisas novas são necessárias palavras novas. Assim exige a boa compreensão, para evitar a confusão que ocorre com as palavras que têm vários sentidos. Os termos: espiritual, espiritualista, espiritualismo têm uma definição bem definida, e acrescentar a eles nova significação, para aplicá-los à Doutrina dos Espíritos, seria multiplicar os casos de numerosas palavras com muitos significados. De fato, o Espiritualismo é o oposto do materialismo. Aquele que acredita haver em si alguma coisa além da matéria é espiritualista. Entretanto, isso não quer dizer que creia na existência dos Espíritos ou em suas comunicações com o mundo visível. Em vez das palavras espiritual, espiritualismo, nós usamos, para indicar a crença nos seres espirituais, os termos espírita e Espiritismo, cuja forma lembra a origem e o sentido da raiz da palavra e que, por isso mesmo, apresentam a vantagem de ser perfeitamente compreensíveis, deixando ao vocábulo espiritualismo a significação que lhe é própria. Diremos, pois, que a doutrina espírita ou o Espiritismo tem por princípio as relações do mundo material com os Espíritos ou seres do mundo invisível."
Allan Kardec, O Livro dos Espíritos - Introdução ao estudo da Doutrina Espírita, item I

Com efeito, todo o universo espírita tem a ver com o que é espiritual, porém nem tudo do universo espiritualista está em acordo com as definições próprias do Espiritismo, para o que empregamos o termo espírita e não espiritual. Uma demonstração simples dessa distinção: todas as religiões tradicionais são espiritualistas, mas nem todas concebem a lei de reencarnação, enquanto que a Doutrina Espírita é essencialmente reencarnacionista.

Ver Espiritualismo.


Referências

  • O Livro dos Espíritos, Allan Kardec (ler online)




© 2014 - Todos os Direitos Reservados à Fraternidade Luz Espírita

▲ Topo