Compartilhe esta página no: Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Compartilhar no Google Plus



Índice de verbetes



Palais-Royal



O Palais-Royal (Palácio Real), em Paris, França, foi o local de lançamento de O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, marco inaugural do Espiritismo.



Construído no século XVII a mando do cardeal Richelieu para servir de sua residência, era conhecido como o Palais Cardinal (Palácio do Cardeal). Após a morte do cardeal, o palácio foi entre à Coroa Francesa, passando a ser usado como uma das residências do Rei Luís XIII, quando então passou a ser chamado de Palácio Real (Palais-Royal). Posteriormente foi ocupado pelo Duque d'Orléans. No século XVIII os jardins do palácio foram abertos ao público e tornado um bem público.

A partir da grande reforma no século XIX, foram construídas as famosas galerias: passagens com arcadas cobertas e envoltas de lojas, cafés, escritórios comerciais e departamentos públicos. Dentre as quais, a Galeria d'Orléans, em cujo número 13 encontrava-se a sede da Editora e Livraria Dentu, que, sob a responsabilidade de Édouard Dentu, publicou em 18 de abril de 1857 a primeira edição de O Livro dos Espíritos, a obra básica da Codificação Espírita.



Em 1871 o palácio foi atacado e destruído, sendo restaurado a partir de dois anos seguintes. Hoje o Palais-Royal abriga a sede de alguns órgãos governamentais da França, como o do Conselho de Estado. As antigas lojas no entorno das galerias foram retiradas, restando a passagem coberta e suas colunas.


Referências






© 2014 - Todos os Direitos Reservados à Fraternidade Luz Espírita

▲ Topo