Atendimento
Compartilhe esta página no: Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Compartilhar no Google Plus


Capítulos:



Cap. 3 - Reunião na casa de Ricardo Felício


Além da transferência de nossas atividades para a Casa Amiga, o Conselho deliberou em convocar uma reunião de intercâmbio mediúnico na Casa de Ricardo Felício para dar notícias aos irmãos encarnados de suas deliberações, bem como para trazer ao lume novas informações.

Laerte deu a seguinte orientação:

— César, objetivo desta reunião é trazer aos amigos que mourejam no plano físico o relato das histórias pessoais dos coordenadores de nossa colônia. Nossos depoimentos servirão para trazer edificação e esperança em dias melhores.

— Como será a organização deste trabalho? Perguntei a Laerte.

— Precisamos ensinar aos nossos amigos trabalhadores espíritas sobre a importância do trabalho em equipe na Seara do Cristo. Atualmente, o orgulho e egoísmo estão muito arraigados nos espíritas que estão esquecendo-se do dever de viver em Liberdade, Igualdade e Fraternidade, como nos ensinou Kardec em OBRAS PÓSTUMAS. Infelizmente, muitos dirigentes espíritas estão se comportando como “donos” do Espiritismo e por isso, dirigem os trabalhos a bel prazer, deixando de lado a humildade que o Cristo nos ensinou ao lavar os pés de seus discípulos. É chegado o momento de humanizar o movimento espírita. O Espiritismo foi criado para as pessoas e não o inverso como alguns pretendem. Os trabalhadores espíritas devem ser livres para o trabalho do bem.

Continuou Laerte:

— Assim, você deverá intuir ao seu tutelado Ricardo Felício para convidar alguns amigos para a reunião em sua casa. Nesta reunião deverá ser convocada a médium Alessandra que emprestará seu aparelho mediúnico para nossa Irmã Lia Dupont que presidirá o trabalho.

— Achei a ideia excelente! –respondi animado.

— Além disso, tal reunião servirá para os leitores saibam que entre nós do plano espiritual e os amigos do plano físico não existem barreiras. Basta que duas ou mais pessoas se reúnam em nome de Jesus para que Ele se faça presente por meio de seus representantes. – finalizou Laerte.

Depois de receber tais orientações, comecei imediatamente os preparativos para a reunião. Primeiro, insuflei na mente de Ricardo Felício a ideia de fazer mais uma reunião mediúnica em seu lar para o levantamento de material para a redação da terceira parte desta Saga.

Ricardo Felício de bom grado acolheu nosso pensamento e ficou encarregado de fazer a organização da reunião no plano material. Ele agendou a data, convidou a médium Alessandra e alguns amigos para fazerem a doação fluídica para a sustentação do ambiente.

Chegado o dia marcado, eu cheguei com no local com antecedência juntamente com a turma de Felipe Forner para fazer a preparação fluídica e instalar os equipamentos necessários para o evento que seria transmitido aos habitantes da Colônia Recanto de Irmãos.

Muitos leitores podem questionar sobre a pertinência ou a importância de reuniões domésticas. Lembro a todos que Jesus começou seus trabalhos em reuniões na casa de Pedro. Lembro ainda que a maioria dos centros espíritas começaram com reuniões domésticas, para depois, se constituírem em local específico. Desse modo, para nós da espiritualidade a boa vontade vale muito mais que o espaço físico ou formalidades.

No horário marcado, enquanto havia confraternização entre os encarnados presentes, grande quantidade de espíritos benfeitores chegou ao local que já estava preparado e protegido por guardiões e por escudo de isolamento fluídico.

A reunião iniciou com uma prece, então nossa irmã Lia Dupont tomou a palavra:

— Que as bênçãos do nosso Mestre Jesus estejam conosco. Em primeiro lugar nós agradecemos por essa oportunidade impar de intercâmbio mediúnico que muito embora tenha a presença de poucos trabalhadores encarnados, esta reunião conta com grande número de trabalhadores desencarnados.

Depois de dar orientações de teor particular, a Irmã Lia pergunta ao anfitrião?

— Em que podemos ajudar ao irmão?

Ricardo Felício responde.

— Irmã Lia, acho mais interessante que a irmã faça o relato sobre a vida de nossos coordenadores em forma de anotações, ao invés de responder a um questionário. Acredito que assim, o tempo será mais aproveitado.

— Concordo plenamente, já que você gosta de fazer muitas perguntas! Rsrsrsr! Responde Irmã Lia com bom humor.

A partir desse momento faremos a reprodução integral da comunicação de irmã Lia.


Capítulos:


Introdução

PRIMEIRA PARTE (Médium Wilton Oliver) Capítulo 1 - Visitas à casa do irmão Hélio

Cap. 2 - Encontro doce

Cap. 3 - O papel dos mentores

Cap. 4 - O resgate de Ícaro

Cap. 5 - Na câmara de miniaturização

Cap. 6 - Preparação para o porvir

Cap. 7 - A gestação

Cap. 8 - Oportunidade para recomeço

Cap. 9 - Confissões

Cap. 10 - Equipe socorrista

Cap. 11 - Depoimento de Hanzi

Cap. 12 - Nos campos da Colônia

Cap. 13 - Reminiscências

Cap. 14 - Influências nefastas

Cap. 15 - Exposição esclarecedora

SEGUNDA PARTE (Médium Rodrigo Felix da Cruz) - Cap. 1 - Notícia feliz

Cap. 2 - O retorno de Marisa

Cap. 3 - Estudos na Colônia

Cap. 4 - Estágio no Hospital Irmã Margarida

Cap. 5 - Reencontro com Ícaro

Cap. 6 - As dimensões do Além

Cap. 7 - Laboratório da Memória

Cap. 8 - Na equipe socorrista

Cap. 9 - Primeiras atividades socorristas

Cap. 10 - Visita a François Dupont

Cap. 11 - Importante projeto

Cap. 12 - Grupo de planejamento

Cap. 13 - Implantação do projeto

Cap. 14 - Trabalho em conjunto

Cap. 15 - Comprometimento, esperança e perdão

TERCEIRA PARTE (médiuns Alessandra Aparecida Silva e Rodrigo Felix da Cruz) Cap. 1 - Balanço

Cap. 2 - Novos trabalhos

Cap. 3 - Reunião na casa de Ricardo Felício

Cap. 4 - Laerte

Cap. 5 - Irmã Margarida

Cap. 6 - Irmã Maria Madalena

Cap; 7 - Irmã Lia

Cap; 8 - Inácio

Cap. 9 - Thales

Cap. 10 - Augusto

Cap. 11 - José de Matusalém

Cap. 12 - Estevão, guerreiro

Cap. 13 - Clara

Cap. 14 - O resgate de Rômulo

Cap. 15 - Mensagem de Laerte



© 2014 - Todos os Direitos Reservados à Fraternidade Luz Espírita

▲ Topo